quinta-feira, 10 de março de 2016

Cãs.

A maior parte das pessoas, quando envelhece, descobre que passou a vida a dar explicações, e arrepende-se disso.

10 comentários:

  1. Será que acontece com a maioria das pessoas?
    Sobretudo, será que existe uma ligação maioritária entre o dar explicações e o arrependimento?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe, porque na vida, embora haja quem tenha envelhecido a dizer o contrário, toda a gente tem um arrependimento irreversível. :)

      Eliminar
    2. Como podes dizer isso com tanta certeza?

      (Na minha pergunta não há a intenção de contrariar, mas sim surpresa.)

      Eliminar
    3. O ser humano sempre foi sedento de explicações. Alimentando-se a si próprio no débito-crédito das explicações. Depois arrepende-se, mas não há muito a fazer, porque faz parte do ciclo vicioso.

      ( podia contrariar à vontade)

      :)

      Eliminar
  2. e amanhã,esse "rotundo não" vai aparecer na forma de advérbio, puro e duro, ou como interjeição? :))
    Boa noite, Impontual,
    Mia

    ResponderEliminar
  3. Confirmo.
    Eu envelheço todos os dias a arrepender-me de coisas que fiz "ontem". Ainda hoje, eram umas 16:45 e arrependi-me logo de não ter rasgado determinados papéis de uma determinada pessoas. E depois, no caminho para casa, ainda expliquei a mim mesmo o porquê do tratamento diferente em relação aos papéis de uma outra determinada pessoas. Amanhã, se puder, rasgarei esses papéis dessa outra determinada pessoa, na esperança de apaziguar a minha consciência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bolas: deve ler-se "pessoa" e "a mim mesma". Detesto quando isto acontece!

      Eliminar
    2. Amanhã não e tarde, Pseudo. :)

      Eliminar
  4. com a idade acho que se vai perdendo isso.
    a idade não traz só coisas más...

    ResponderEliminar