quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Inconjurável.

Que adianta teres decidido esta noite que era tempo de não mais amar? Eliminar, uma a uma, todas as fotos. Apagar cada uma das conversas compartilhadas, palavra por palavra, letra por letra. Encaixotar, um a um, todos os beijos, todos os abraços, todos os sorrisos, lágrimas, caricias e olhares. Fechar tudo na arca funda da melancolia. Selar todas as palavras que não disseste e que ainda tens atravessadas na garganta e deixares-te adormecer... se não tarda vais acordar?

6 comentários:

  1. pois bem, como eu costumo dizer, na minha pobreza cognitiva, é viver o presente e pronto :)

    ResponderEliminar
  2. Porque há a esperança que o que se guardou não acorde também. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla, quem dorme com com cães acorda com pulgas. :)

      Eliminar
    2. Bolas! Fiquei sem resposta. :)

      Eliminar