segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Estado do tempo


Puxou-a para si, abraçou-a fortemente, acariciou-lhe o cabelo e, peito com peito, capturaram o pulsar dos seus sangues deixando-se levar no percurso ondulante da sua circulação. O sol, prudente, manteve-se de guarda, pendente acima da linha do horizonte, como um sopro de ar suspenso. Naquele ambiente níveo interminável era fácil acreditar na maleabilidade dos dias. Eles espalhavam-se diante deles, e o amanhã tornava-se tão vago que devia estar mesmo muito longe. Até que o tempo retraiu-se e fez ricochete, o relógio repicou, pairou uma luz acinzentada e soprou uma aragem fresca. 

Sem comentários:

Enviar um comentário