quarta-feira, 8 de março de 2017

Cavalleria Rusticana


Se eu tivesse sido compositor, era esta música de Pietro Mascagni que eu haveria de compor. E então, dedicá-la-ia a todas as mulheres, e estas haveriam de sorrir graciosamente, todos os dias, sem o impulso de efemérides, sem nada, por tudo, só porque sim. E a elas juntar-me-ia num sorriso maior. 
Mas não fui. Tenho pena. Muita pena. Fico fora de combate.

14 comentários:

  1. Se me pudesse ver haveria de gostar do meu sorriso; só porque li o que escreveu, sem precisar de ter um dia especial. Mas isso sou eu. Ainda há mulheres que não conseguem sorrir nem mesmo ao som desta belíssima composição, que ouço enquanto lhe escrevo.
    Para elas, não será bastante um Dia de.... mas, bastaria que todas as culturas, religiões e mentalidades, tocassem sob a batuta da 'Igualdade de Género'. E, agora, venha de lá esse Maior Sorriso...eu preciso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sorrio imaginando o seu sorriso.
      Obrigado, Maria Antonieta.

      Eliminar
  2. Obrigada.
    Li com um largo sorriso
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  3. Acabei de ler com sorriso.
    Uma das das músicas da minha vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Laura, presumo que não se importe de dividir o Intermezzo comigo.

      Eliminar
  4. Olha, olha, onde eu deveria estar! :)

    Deixo-te um sorriso, I. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alaska, está ali um violino a sorrir-lhe. Então?

      Sorriso e abraço.

      Eliminar
    2. Sorriu, sim. E eu, uma desenvergonhada, perguntei-lhe se podia tocá-lo. :))

      Eliminar
  5. Mas apesar de não ser o seu autor... é da mesma divulgador... pelo que ouvi esta peça musical que não conhecia... com um imenso sorriso!... De gratidão... pois efectivamente o meu conhecimento em peças clássicas, é de facto bastante limitado...
    Beijinho! Gostei imenso!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Ana Freire.
      Que todos os dias sejam de muitos sorrisos e... algumas flores.

      Eliminar

  6. Sorri sim... e sabes porquê?
    Porque me lembrei de imediato de uma frase tua, aqui há uns largos meses, quando me dizias que para Ti (e cito)... « esta música tem fogo dentro...»
    Concordo contigo! Tem fogo... tem alma... e deve ter sido composta numa enorme entrega de Amor.

    Beijinho atrasado e impontualíssimo
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Afrodite, reitero: esta música tem lume dentro.

      Obrigado por ter vindo.
      Abraço.

      Eliminar