terça-feira, 4 de abril de 2017

06:03

"Malandro", murmurava a escuridão. Após um breve intervalo, novamente "malandro". Passados uns minutos, o murmúrio regressa e distingo, finalmente, "malandro", "malandro", repetido pelo fio da voz insidiosa da noite. Dou voltas no lodo do sono, levanto o braço esquerdo, mole, pesado, puxo o edredão até à cabeça, escorrego, afundo-me de novo no subterrâneo do sono. Pestanejo, porém! A maldição insinua-se, já sem escapatória. "Malandro", oiço outra vez nas proximidades. O edredão não me pode proteger, e já nem eu me posso proteger a mim próprio. Serei extraído, devagar, muito devagar, do lodo negro e doce da ausência, sei-o bem. Já não é a primeira vez que sou invadido no sono por um murmúrio em modo soletrado em que se separam as letras conhecidas, anunciando o despertar. O cansaço já não ajuda, nada me pode restituir a profundidade. Subtraído ao lodo terapêutico, puxado lentamente, com suavidade, para a superfície, tento ainda assim a rotina do retardamento, prolongando a apatia, a amnésia, o desmaio de olhos fechados, a mente pesada, vazia, o corpo pesado, de movimentos difíceis, tentando ficar assim, um lastro de chumbo na noite vasta e boa e pesada. Depois a janela diluiu a opacidade, torna-a violácea, transparente, os cortinados baloiçam num lânguido e pérfido suspiro, fácil de reconhecer na voz profana e muda da madrugada: "malandro". 
Malandro, eu?

16 comentários:

  1. Fiquei cheia de sono, novamente.
    Bom dia, Impontual

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não seja "malandra", ana. abra a janela e dê de beber aos cyclamens. :)

      Eliminar
    2. mas ser malandra é tão bom...em todos os significados da palavra...:)

      Eliminar
  2. Melancona é como nós, madeirenses chamamos a esse estado de alma. Eu tb estou malandra....E tanto para fazer!
    Melancona sem forças para encetar uma jornada que parece ser contínua
    Kis :=}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "melancona" é de certeza um bom estado de alma, AvoGi. :)

      Eliminar
  3. que bela descrição, Impontual.

    às vezes o meu sono também me faz fintas. mas nunca fala comigo.

    ResponderEliminar
  4. Não seria "Bom Malandro", Impontual??

    Dia feliz de mandriagem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Antonieta, não se acorda ninguém ás 6 da manhã a toques de malandro. :)

      Um dia bom também para si.

      Eliminar
  5. Impontual, tenho saudades de precisar de um despertador para acordar. O que eu tenho é carradas de falta de sono. Será que aquela praia me anda a fazer mal?

    Olha que hoje o sol caprichou por aqui. Está bonito!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel, por deus, não troque essa praia pelo sono, esse deplorável redutor do prazer da vida.

      Eliminar
  6. Aconselho a que coloques na cabeceira da cama um filtro de sonhos :)
    https://minilua.com/misticismo-filtro-sonhos/
    Não esquecer que deve sempre levar na sua composição pelo menos uma pena :)

    ResponderEliminar
  7. Aconselho a que coloques na cabeceira da cama um filtro de sonhos :)
    https://minilua.com/misticismo-filtro-sonhos/
    Não esquecer que deve sempre levar na sua composição pelo menos uma pena :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não haverá «o perigo de um grito lindíssimo» ?

      Eliminar
  8. Ahh malandreco... Eu acho que isso era a boa e velha preguiça de consciência acordada e faladora ;) mas bolas, seis da matina é muito cedo (até para ter preguiça...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A consciência tem voz? Não eram 6, eram 6:03 .)

      Eliminar