quarta-feira, 10 de maio de 2017

Outras vidas

Se eu fosse o Papa Francisco, e viesse à Cova da Iria, faria a minha humilde entrada nessa aldeia, desconhecido, e quase sem ser visto. Todavia, quando os peregrinos que se dizem na sua confissão religiosa, me começassem a conhecer, ficariam mais agradados com a minha presença do que o contrário, mesmo quando lhes dissesse que não era portador da reserva de carácter necessária para sossegar as suas consciências de puro sangue que, por esta altura, vivem agitados, bem como para proporcionar um apoio suplementar à raça mista que entrará na missa de manhã e circundará de joelhos a capela das aparições pela tarde. Mas não sou. E ainda bem.

22 comentários:

  1. Caríssimo, ainda bem que não é, imagina a responsabilidade de milhões te verem como um modelo a seguir :)
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Modelo!? Eu? Nem no silêncio do meu viver. :)

      Abraço, carissimo.

      Eliminar
  2. Realmente não o imagino como Papa de igreja, ou antes, papa sem ser de papar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus óculos estão cheios de manteiga...confesso...

      Eliminar
    2. Ah, percebo agora a sua visão sempre tão untuosa das coisas. :)

      Eliminar
    3. Credo...está a chamar-me gordurosa?

      Eliminar
    4. Credo! Eu!?

      "Untuosa" no sentido de meigo; melífluo; macio.


      Eliminar
    5. Ah...que alívio...para mim unto...
      Boa noite, Impontual

      Eliminar
    6. Caramba! Esta minha mania de utilizar as palavras figuradas.

      Aceite as minhas desculpas.
      Obrigado.
      Boa noite, ana.

      Eliminar
  3. Não consigo imaginá-lo papa, e muito menos Francisco - a sê-lo seria papa Impontual - e chegaria sempre a horas :-))



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Papa Impontual I, soa-me mesmo bem, noname.:))

      Eliminar
    2. Soa bem, mas um pouco fora de tempo...

      :)

      Eliminar
  4. Mas que ideia peregrina a sua, Impontual...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba Janita. Acha de todo obtuso que se dissesse aos fieis que não se é portador da reserva de carácter necessária para sossegar as suas consciências agitadas..?

      Eliminar
    2. Obtuso? De jeito nenhum, Impontual. O que acho é utópica essa sua ideia de ser Papa e vir à Cova da Iria, incógnito.
      Pior, ainda, ver circundar de joelhos rasgados pelo chão, os apuradores da raça...
      Durma bem, Impontual.

      Eliminar
  5. Ser Papa não deve ser fácil, ainda bem que não o é :) pode ser ir lá desconhecido e sem der visto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Touché, GM. É certamente muito mais fácil ser um fiel.

      Eliminar
  6. Não é fácil respeitar a diferença que se verga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo. fácil é a indiferença aceitar a dita cuja diferença que verga.

      Eliminar