sábado, 26 de agosto de 2017

Palomar

O Senhor Impontual desperta às oito horas da manhã de um Sábado com o intuito de regar o relvado, sequioso, vitima de seca prolongada. Estende a mangueira, abre a torneira da água e, no momento exacto em que esta jorra a primeira torrente, dos céus tombam lentos e sintonizados uns pingos grossos que por momentos se intensificam, desaparecendo. 
O Senhor Impontual, com o seu olhar invertido, contempla agora as nuvens errantes que se escondem atrás da colina. Mantém-se vigilante, livre de toda e qualquer certeza.

17 comentários:

  1. Vá lá alguém entender o que se passa à nossa volta, inclusive no ar, e na força do vento que leva as nuvens para destino incerto... Certezas? Quem as tem? Não as tem o Senhor Impontual, sequer as tem o Senhor Palomar, tão pouco as tenho eu...

    Não é este o momento nem o local ideal para lhe contar uma coisa engraçada- acerca da teimosia de um alentejano - mas, um dia, vou contar-lhe, e sei que vai gostar, tem a ver com água da chuva e com a rega...:)

    Um abraço, bom fim de semana Impontual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Senhor Impontual continua a contemplar as nuvens errantes, vigilante, mas livre de qualquer certeza.

      Um abraço, Janita.

      Eliminar
  2. O senhor Impontual converter-se-á ao olhar invertido vertido na ironia do tempo... e do clima? ;)
    Bom sábado, Impontual, por aqui o sol reina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Senhor Impontual crê que tudo se verterá e nada nada será permanente, mas está despojado de qualquer certeza.

      Obrigado.
      Abraço.

      Eliminar
  3. Eu cá acho que o senhor Impontual cá da terra, que até tem um blog onde escreve primorosamente, precisa de falar rapidamente com o Senhor Impontual lá do céu, que também escreve, só que dizem que a escrita que desce dos céus é certa embora navegue em linhas muito tortas.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Senhor Impontal está em crer que as duas simpáticas palavras são algo exageradas.
      Obrigado.

      ( Por onde tem andado, MM?)

      Eliminar
    2. Por aí, caro Impontual...

      (Nada exageradas. Merecidas, isso sim)

      Eliminar
  4. Se houvesse certezas, a vida seria tão menos interessante, não é verdade?

    Boa noite,caro Impontual :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bastante menos, Maria Eu.

      Boa noite, outra vez.

      Eliminar
  5. Senhor Impontual não desespere, diz que é para amanhã. Os pingos :)

    ResponderEliminar
  6. Por princípio não regar os relvados...e só os ter em locais onde chove.
    Precisam de muita água, são terríveis para a conta bancária e para o consumo de água em geral:)

    ~CC~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. CC, no Verão é preciso sustentar o leito de Outono. :)

      Eliminar
  7. Dir-se-ia que o Sr. Impontual teve um timing perfeito :)

    ResponderEliminar
  8. :) portanto, as nuvens vieram ajudar :)

    ResponderEliminar