segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Da leitura de Al Berto, em contraponto

@Graciela Iturbide

Primeiro é aproveitar o silêncio, pois é aí que melhor se consegue espantar a morte (lenta, digo eu), depois é caminhar como sempre caminhamos, dentro de nós - rasgando paisagens, lavrando mares, deglutindo todas as imagens, distraindo o medo na fímbria da noite, afugentando todos os pássaros do crepúsculo. Assobiando.

8 comentários:

  1. Meu caro preciso da receita de aproveitamento do silêncio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O receita (ou melhora minha receita) é vive-lo e senti-lo em contraponto. Aquilo a que na gíria futebolística se denomina de recepção de bola orientada.
      Aliás,só assim consigo ler Al Berto e Herberto - em contraponto. Orientando e amaciando a preceito a rudeza daquelas palavras mágicas, porém incisivas.

      Abraço, meu caro Boundurant

      Eliminar
  2. ... entretanto o meu neto festejou o Carnaval no Jardim Zooçógico

    ResponderEliminar
  3. Como ele dia: "Escrevo com um único fim: salvar o dia." ;)

    ResponderEliminar