segunda-feira, 16 de abril de 2018

Homicídio qualificado



Um dia destes
vou-te matar
Uma manhã qualquer em que estejas (como de
costume)
a medir o tesão das flores
...
Um dia destes vou-te matar
Uma certeira bala de pólen
mesmo sobre o coração

__Jorge Sousa Braga - Carta de amor,1981(a Eugénio de Andrade)

5 comentários:

  1. Sr. impontual, diga à moça, por favor, para ter cuidado com as urtigas.
    :)

    ResponderEliminar
  2. Mas...afinal, o que é isto?
    Que coisa vem a ser esta?

    Essa menina precisa,
    urgentemente,
    de uma cirurgia plástica
    que lhe corrija aí um defeito
    para o qual olho...
    ...olho...e não encontro jeito!

    Não será um travesti?
    Que pecado
    estragar assim a paisagem.
    Até fiquei assustada!...

    oh, abelha, oh, zangão
    picaste a menina?
    Mas que mauzão...




    ResponderEliminar
  3. Hahahahhahha muito bom


    Gostei do poema da Janita :)!!

    Beijos. Boa noite

    ResponderEliminar
  4. Eu cá gostei da imagem!
    Acho que casa muito bem com a carta.
    Neste misto de inocência e frémito, de algo impossível de conter de tão belo e ao mesmo tempo tão pungente.
    Gostei, pronto!

    ResponderEliminar