segunda-feira, 2 de julho de 2018

Hospedeiros


Há lugares, inóspitos até, que parece que foram desenhados no mapa com o único propósito de absorver a mente de quem os visita. E mesmo que não o consigam alcançar com uma única imagem aniquiladora logo à chegada, em vez disso vão-se alimentando do visitante paulatinamente, consumindo-o desde o seu interior, banqueteando-se primeiro das suas expectativas - dando-lhe uma e outra imagem que este procura desesperadamente, apossando-se depois dos seus anseios, das suas memórias, das suas angustias, dos seus abismos, até que a fraqueza comece a ganhar terreno sobre a vitima, tal como a maré que chega à praia.

1 comentário:

  1. Virgeeeeeee!! Que lugar tétrico será esse, onde o céu é tão cinza e distante da Terra, e os coqueiros têm pressa em lá chegar?
    Não me diga, Impontual, que pagou para ir a um lugar medonho como esse?
    Nanja eu!!

    ResponderEliminar